Mini Palmiers

Olhem o que eu fiz com a massa folhada que me sobrou da quiche. Como a massa era rectangular e a forma era redonda, sobrou uma tirinha e eu... toca a polvilhar com açúcar, enrolei a massa... cortei em fatias e levei ao forno... Como nunca tinha feito, aproveitei para experimentar. Ficaram tão queridos...



Alguns ficaram um bocadinho bronzeados! Para a próxima tenho de ficar de olho neles...





Quiche de Atum

Vi esta receita num folheto do Lidl e resolvi experimentar para o nosso jantar de domingo. Correu super bem, estava com medo que saísse da forma, porque ficou quase cheia, mas não. Dizem que é para 5 pessoas, mas foi apenas para 4. Estava mesmo boa, até penso que se levasse um bocadinho de cebola picada, também ficaria muito bem.

Ainda na forma!


A primeira fatia, para ver se era mesmo boa!



Ingredientes:
1 embalagem de massa folhada
1 frasco médio de atum
2 dl de leite
2 dl de natas
5 ovos crus
3 ovos cozidos
1 ramo de salsa picada
50 g de queijo ralado
sal e pimenta q.b.

Preparação:
Ligue o forno a 180º. Escorra o atum, forre uma forma de tarte com a massa e pique o fundo com um garfo. Desfaça o atum e espalhe-o dentro da forma, polvilhando depois com a salsa. Corte em rodelas os ovos cozidos e espalhe-os por cima do atum. Numa tigela misture os ovos com as natas e o leite, tempere de sal e pimenta, junte o queijo, misture bem e verta sobre o atum. Leve ao forno durante 35 minutos, retire e deixe arrefecer um pouco. Sirva morno e decorado a gosto.

Bom Apetite!!!

Bolo Formiga

Falam tanto neste bolo que tive que experimentar. No sábado ao final da tarde, pus mãos á obra. Vejam lá se não me saí bem! Tirei a receita aqui e apenas reduzi a quantidade de ovos.
 

Ingredientes:
6 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
3/4 chávena de óleo
1 pacote de natas
65 g de chocolate granulado
200 g de coco ralado
1 c. (de sobremesa) de fermento em pó

Preparação:
Bata as gemas com o açúcar, até obter um creme esbranquiçado. Adicione o óleo, as natas e o coco ralado. Bata as claras em castelo. Junte a farinha e o fermento e por fim envolva as claras em castelo juntamente com o chocolate granulado. Leve a cozer em forma untada com manteiga e polvilhada com farinha em forno médio durante 40 a 50 minutos.
 

Depois do bolo estar frio, preparei um creme para colocar por cima, uma receita de uma amiga muito especial.



Assim ficava bem, até já tinha um aspecto matizado, mas tinha lá este granulado colorido e resolvi salpicar o bolo. Assim formiguinhas pretas por dentro e formiguinhas coloridas por fora.
 


Diverti-me imenso a tentar colocar o chocolate colorido, era como chapar massa, mais coisa menos coisa!!!
 


A primeira fatia tinha que ser para mim, a expectativa era muita... Estava super curiosa, sou pior que os miúdos.



Ai, que maravilha, hum... ficou ligeiramente húmido e fofo ao mesmo tempo... não tenho palavras para descrever esta maravilha...
 

Parece que gostam...
 

Lulas de Coentrada

O meu almoço de sábado, umas lulas estufadas salpicadas com coentros. Para acompanhar puré de batata e uma salada de alface com tomate.





Para terminar em beleza, uma taça com morangos ao natural.


Comi bem, estava-me mesmo a apetecer!

As Minhas Frésias!!!

Adoro-as simplesmente!!! São tão perfumadas, que só apetece estar ao pé delas. Nasceram outras de outra cor, mas esqueci-me de as fotografar, estas como foram as primeiras a dar nas vistas, tiveram sorte. É pena estarem num vaso, todas ao molho, mas paciência, lá há-de vir o tempo que terão o seu espaçinho no jardim...









Chapéu e Bolsa para Telemóvel

Aqui está a bolsa para o telemóvel, que eu fiz em crochet, para oferecer à minha cunhada como prenda de natal.



Para a minha filhota fiz este chapéu, também em crochet, para fazer pendant com a bolsa da tia. Mas depois, resolvi trocar a decoração rosa, por um bege, para condizer com o vestido que lhe ofereceram no natal.



Oportunamente, publico o chapéu já remodelado. Que entretanto, foi posto de lado, porque o calor vem aí e agora já estou a preparar uns chapéus mais fresquinhos!

Espero que tenham gostado!!!

Semifrio de Morango

Para o almoço de sábado também preparei uma sobremesa que vi aqui e resolvi experimentar. Os presentes quando viram, ficaram encantados com a apresentação... E depois de a saborearem, ficaram mesmo rendidos... Eu também, só me apetecia devorar tudo sozinha... Mas temos de ter atenção á linha.



Semifrio de Morango




Ingredientes

1 Torta com Recheio de Morango

4 Ovos

1/2 litro de Leite Quente

40 gr de Farinha Maizena

2 Pacotes de Gelatina de Morango

Morangos q.b.

2 Folhas de Gelatina

1 pacote de Gelatina de Morango




Antes de colocar a gelatina para formar o espelho





O pormenor da minha decoração



O interior




Uma verdadeira delicia!




Preparação:

Eu primeiro comecei a preparar a parte do espelho, porque enquanto a gelatina arrefece temos tempo para preparar tudo. Desfaça 1 pacote de gelatina em 200 ml de água quente, mexa bem e adicione 200 ml de água fria. Misture e deixe arrefecer.



Depois preparei o meio. Num tachinho, dissolva os 2 pacotes de gelatina no leite quente e junte depois a Maizena, previamente dissolvida em um pouco de leite, e as gemas dos ovos. Misture bem e leve a lume brando, mexendo sempre até borbulhar, retire e deite num outro recipiente, para que pare de ferver e deixe arrefecer. Mexa de vez em quando, para que não solidifique.



Enquanto o creme fica a arrefecer, forre uma forma de fundo amovível ou 1 aro, com fatias da torta. Eu usei apenas 1 torta, mas para a próxima vou usar mais para conseguir forrar os lados e o fundo completamente. Bata as claras em castelo firme. Assim que o creme estiver frio, misture as claras e envolva com cuidado. Mal acabe de envolver, espalhe este preparado por cima da torta e alise. Leve ao frio cerca de 1/2 hora para prender bem.



Arranje e lave os morangos. Espalhe-os por cima do semifrio, enfeitando a seu gosto. Demolhe as folhas de gelatina em água fria por ± 4 minutos. Depois derreta-as e junte-as á gelatina de morango. Quando a gelatina começar a ganhar consistência, espalhe-a sobre os morangos. Leve ao frio, para solidificar bem, de preferência de um dia para o outro. Desenforme com cuidado, passando com uma faca, pelos lados. Sirva bem fresco.




Qualquer dia vou tentar repetir a experiência, mas trocando os morangos por ananás.




Tarte Folhada de Ananás e Pêssego

No sábado, os meus tios foram almoçar a casa dos meus pais e nós também fomos convidados. Sempre que posso, gosto de fazer algo doce para completar a refeição, então resolvi voltar a fazer a tarte folhada de ananás, mas na vertente pêssego e ananás. Chamei-lhe então Tarte Folhada de Pêssego e Ananás... A receita já foi publicada aqui, é só acrescentar pêssego na decoração.


Aqui está ela antes de ir para o forno... Mas achei que lhe faltava algo...


Sim, umas cerejinhas, são boas e sempre lhe dá outra graça...

Acabadinha de sair do forno e pronta para fazer viagem...
Aqui está ela, preparadinha para ser comida!!!
Uma imagem mais aproximada, só é pena não conseguir captar o cheirinho...

O que é uma pena... Porque a cozinha fica com um aroma irresistível!

Visita ao Agroal

Ontem à tarde, fomos passear até ao Agroal. Estão a decorrer obras de requalificação no local. Espero que no verão já estejam concluídas, para assim podermos disfrutar ao máximo da paisagem e das águas geladas da nascente do Agroal, que depois se junta ao "nosso" rio Nabão. Deixo-vos apenas algumas imagens, para dar uma ideia do que podem encontrar quando quiserem visitar o local.















Vai valer a pena!

Jardim nos Sobreiros

O que floriu este ano no meio dos meus sobreiros... Estava a ver que nunca mais, já tinha colocado lá alguns bolbos com folhas, mas flores que é bom e eu gosto nada até que...

Adoro estas flores, não sei bem porquê, mas acho-as lindas...
Entretanto, fui plantando outro tipo de flores no meio dos sobreiros, depois mostro...

Boneco Vidro

Hoje, apresento-vos um amiguinho de longa data, que já foi feito por mim há uns tempos... Agora como queria participar num passatempo com materiais reciclados, resolvi utilizar este simpático boneco, que estava na estante do escritório. Tenho outros dois, mas ainda não os encontrei... Sei que estão guardados numa caixa, mas onde... Isto de mudar de casa...



Acho que até é uma ideia engraçada, para fazer com os miúdos, e dar uso às lâmpadas que vão ficando inutilizadas. Espero que gostem...

Tarte Folhada de Ananás

Domingo de Páscoa, depois de um almoço em família, mas desta vez num restaurante, como não tinha feito nenhum bolinho, resolvi aproveitar uma massa folhada que tinha no frigorífico e experimentar esta maravilha, que vi aqui.
Momentos antes de ir para o forno...


Acabadinha de sair... E pronta a comer!!! Que cheirinho delicioso...




Ingredientes:
Massa folhada
1 Chávena de leite
1 Casca de limão
1 Colher de sopa de farinha
2 Colheres de sopa de açúcar
2 Gemas
Rodelas de ananás
Cerejas cristalizadas
Geleia de marmelo
Côco ralado


Preparação:
Estenda a massa folhada. Dobre um rebordo de cada lado com 2 cm de largura. Com um garfo pique a parte central do rectângulo. Ferva o leite com a casca de limão. Num tacho, misture muito bem a farinha com o açúcar, junte-lhe as gemas de ovo e mexa bem. Adicione o leite (já sem casca de limão) mexendo bem. Depois leve ao lume, até levantar fervura, sem parar de mexer. Retire do lume. Espalhe o creme no centro do rectângulo, em todo o comprimento. Corte as rodelas de ananás ao meio e disponha-as sobre o creme, assim como as cerejas. Coloque o rectângulo de massa no tabuleiro do forno e leve a cozer a 180º C durante cerca de 45 minutos. Ao fim desse tempo, retire, pincele a tarte com a geleia e polvilhe o rebordo da massa com o côco ralado.

Macarrão com Atum Gratinado

O meu jantar de 6.ª feira Santa, vi aqui esta receita e achei que deveria ser deliciosa, e não me enganei... ficou uma autêntica maravilha... fiz apenas pequenas alterações ás quantidades da receita, porque era só para dois... a pequena Diana, apenas provou...



O meu prato...


Ingredientes:
200 g de macarrão
1 cebola
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de polpa de tomate
2 colheres de sopa de azeite
2 latas de atum
200 ml de molho bechamel
queijo ralado a gosto


Preparação:
Cozer a massa e reservar. Fazer um refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados. Juntar a polpa de tomate e, depois, o atum. Deixar ao lume por uns minutos, mexendo de vez em quando para não pegar. Juntar esta mistura com a massa e metade de molho bechamel. Envolver bem e colocar o preparado num pirex para ir ao forno. Cobrir com o restante molho e polvilhar com o queijo ralado. Levar ao forno a gratinar.


É uma receita muito simples e rápida de confeccionar.
Deixou-me realmente sem palavras...

Tarte de Bacon com Cogumelos

Pois é, assim que vi esta receita publicada na Dica da Semana do Lidl, fiquei logo com água na bola e pensei, tenho que experimentar esta maravilha e assim foi. Ontem quando cheguei a casa pus mãos á obra e preparei esta tarte para o jantar... Até foi bastante rápida a preparação, tendo em conta que era a minha primeira experiência do género... Depois foi só aguardar que o forno fizesse a sua parte... E aqui está o meu prato.



Aqui fica a receita retirada na integra... Não fiz alteração nenhuma e até correu bem... A massa é que ficou um pouco alta, mas também não sabia onde iria chegar o recheio...

Ingredientes:
1 massa folhada
250 g de bacon em pedaços
1 lata de cogumelos laminados
1 cebola
2 dentes de alho
2 colheres (sopa) azeite
2 dl de natas
4 ovos
1 pitada de noz-moscada
Sal e pimenta q.b.


Preparação:
Leve ao lume uma frigideira com o azeite e os pedaços de bacon e deixe cozinhar até ficar douradinho. Junte a cebola e os alhos picados e deixe cozinhar até a cebola ficar macia. Adicione então os cogumelos escorridos, misture, deixe cozinhar mais 5 minutos, retire do lume e deixe arrefecer. Ligue o forno a 180˚C. Forre uma tarteira com a massa folhada e pique o fundo com um garfo. Numa tigela, misture as natas com os ovos, tempere com sal, pimenta e com uma pitada de noz-moscada. Espalhe a mistura do bacon no fundo da tarteira, regue com o preparado dos ovos e leve ao forno durante35 minutos. Retire, desenforme e sirva morna ou fria.

Cestinha da Páscoa

Aqui está uma cestinha de crochet, que já fiz há alguns anos por ocasião da Páscoa. Na altura fiz umas quantas para oferecer á família mais chegada. Esta foi a que ficou para mim, e nunca mais a tinha visto, até que ontem me estive a lembrar se tinha algo para pôr em casa, relacionado com esta época, e fez-se luz... Ainda estava em casa dos meus pais... Hoje, assim que lá cheguei, fui á procura e encontrei...





Não gosto muito do pintainho, o da minha mãe, não tem a popinha branca, acho que vou fazer um para mim todo amarelinho...




Este é o pormenor da etiqueta que colei na cestinha...




Isto é um saquinho de cartão com ráfia, que fiz para colocar a cestinha...


Olhem só quem veio galar a minha pintainha!!!



Aqui está o jeitoso!!!


Todo vaidoso, mas eu também fiquei muito contente quando criei este pintainho...


Espero que tenham gostado desta minha ideia... Páscoa Feliz!!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...