Licor de Framboesas e Queques de Amêndoa











Aqui está o resultado do que eu fiz com as framboesas que gentilmente me foram trazidas pela minha comadre da quinta dos seus pais. A receita do licor também me foi transmitida por eles. Uma maravilha… Congelei algumas framboesas, para mais tarde utilizar e com as restantes fiz o licor. O aroma é fantástico. Uma garrafinha foi para casa dos meus pais e a outra ficou por aqui, para poder dar a provar a toda a gente… Para acompanhar fiz uns queques e deixo aqui a receitinha.

Ingredientes:- 100 g de miolo de amêndoa com pele
- 100 g de miolo de amêndoa sem pele
- 200 g de manteiga
- 300 g de açúcar
- 6 ovos
- 150 g de farinha
- 1 c. (de café) de fermento

Preparação:
Triture as amêndoas até ficarem em pó. Bata os ovos com o açúcar até obter um creme fofo e esbranquiçado. Adicione a manteiga derretida e bata mais um pouco. Junte depois a amêndoa triturada e por fim, a farinha previamente peneirada com o fermento, envolvendo bem sem bater. Deite em formas de queque em silicone e leve ao forno a 180º C cerca de 25 m. Retire e deixe arrefecer. (Se conseguir, é claro!!!)

Torta com Doce de Pêssego










Ingredientes:
Para a massa
- 6 ovos
- 150 g de açúcar
- 4 c. (de sopa) de água morna
- 150 g de farinha
- 1 c. (de café) de fermento em pó
- 1 limão
- manteiga e açúcar em pó q.b.
Para o recheio
- doce de pêssego

Preparação:
Unte um tabuleiro com manteiga e forre-o com papel vegetal untado. Ligue o forno a 190º C. Bata bem as gemas, junte-lhes metade do açúcar e a água morna. Bata mais um pouco. À parte, levante as claras em castelo e, no final, adicione-lhes o restante açúcar. Bata de novo. Envolva as claras batidas, no preparado de gemas, assim como a farinha peneirada com o fermento e a raspa do limão. Verta a massa no tabuleiro e leve-o ao forno por 15 minutos. Retire e deixe arrefecer. Vire o bolo sobre um pano, polvilhado com açúcar e descole o papel vegetal. Barre o bolo com o doce de pêssego enrole com o auxílio do pano, até obter uma torta. Decore a gosto com açúcar em pó.


Notas:
- Deixo-vos também umas rosas que apanhei no jardim da minha mãe! Espero que gostem!
- O molde é novo e também foi feito por mim!

Os Fisális Lá da Quinta














Pois é, estava eu tão aflita a tentar arranjar mais uns pés de fisális, até que de repente me deparei com uns quantos a nascerem no meio das ervas!

Sempre me disseram que eles nasciam de sementes caídas, mas o certo é que no ano anterior acho que não tiveram muita oportunidade de cair, eram todos apanhados para a pequenita comer!

Mas lembro-me que quando fiz uma poda, ainda no inverno, creio eu, alguns frutos verdes ficaram num monte e foi aí que nasceram alguns pés!

As primeiras fotos são dos meus novos pés de fisális, depois de eu lhes ter arrancado as ervas.
Nas fotos seguintes pode-se ver o meu pé do ano passado, completamente carregado de frutinhas, daí eu ter conseguido fazer doce e licor deste fruto tão especial. Só esta planta chegou a dar-me cerca de 3 kg de frutos.

Depois da última colheita que foi no início de Agosto, podei a planta toda, porque já estava a querer rebentar, ficou um bocadinho despida, mas agora já está a dar novamente flor e até já tem alguns frutos formados.

As que nasceram este ano, estão perto da mãe, mas lá o terreno é diferente e como não foi cultivado nem adubado, não têm um crescimento tão acentuado, mas também estão a dar flores e frutos. Tenho é que os regar dia sim - dia não e naqueles dias de muito calor deveria ser todos os dias, o que nem sempre acontece… Estou a ficar perita nisto, ou não… Qualquer dia ainda me posso vir a tornar numa Produtora Nacional de Fisális!!!

Quem está radiante é a pequena D, que passa a vida a comer bolinhas, como ela lhes chama e vão de todas as maneiras, até quando já estão a virar passa. Ela gosta delas mesmo assim. Um destes dias quando eu estive a fazer a poda de um outro pé de fisális que tenho noutra zona, ela sentou-se ao pé dele e toca a comer bolinhas, foi até encher a barriga.

Feijoada de Caracóis













Ingredientes:( Para 6 pessoas )
- 2,5 kg de caracóis
- 1,5 kg de feijão branco
- 2 dentes de alho
- 1 folha de louro
- 2 cebolas médias
- 1 dl de azeite
- 1 chouriço corrente
- 1 entremeada
- 200 g de bacon
- 2 c. (de sopa) de polpa de tomate
- 1 c. (de sopa) de massa de pimento
- 1 dl de vinho branco
- 1 cenoura
- couve lombarda
- cilercas
- coentros picados
- piri-piri, sal e pimenta q.b.


Preparação:
De véspera, coza os caracóis e retire-os das cascas, com a ajuda de um palito. Reserve-os juntamente com o caldo da cozedura. Demolhe o feijão em água abundante. No dia, coza o feijão em água temperada com um fio de azeite. Escorra-o, tendo o cuidado de reservar a água da cozedura. Descasque os dentes de alho e as cebolas, pique-os e refogue no azeite, juntamente com a folha de louro. Adicione a cenoura e os enchidos cortados ás rodelas, as carnes cortadas aos cubos, os caracóis e tempere com pimenta. Adicione a polpa de tomate, a massa de pimento e refresque com o vinho branco. Junte uma pequena porção de feijão com um pouco da água da cozedura, a couve e as cilercas, deixando estufar durante alguns minutos. Acrescente depois o restante feijão cozido e cubra com a água da cozedura, deixe ferver e rectifique os temperos. Polvilhe com coentros picados e sirva com arroz frito.


Alguém é servido?

Bifes de Perú Enrolados com Queijo e Salsicha






Ingredientes:
- bifes de peru
- fatias de queijo
- salsichas
- cerveja
- dentes de alho
- manteiga, azeite, sal e pimenta q.b.

Preparação:
Tempere os bifes de peru a gosto com sal e pimenta. Estenda os bifes em cima de uma tábua de cozinha e coloque fatias de queijo até cobrir todo o bife. Coloque por cima uma salsicha e enrole. Prenda o rolinho obtido com a ajuda de palitos. Leve ao lume uma frigideira com um bocadinho de manteiga e azeite. Junte os dentes de alho picados e os rolinhos de peru. Vire ocasionalmente até os rolinhos estarem bem douradinhos. Junte cerveja a gosto e deixe apurar um bocadinho. Acompanhe a gosto.

Notas:
- Eu acompanhei com massa cotovelinhos e com uma salada de alface, tomate, pepino e cenoura.

Lombo Grelhado com Fruta Natural





Nos dias de muito calor, nada melhor do que uma carninha grelhada acompanhada de frutas e legumes bem fresquinhos.

Temos no prato:
- Lombo grelhado
- Batatas fritas
- Laranja (quinta dos pais)
- Pêssego Natural (quinta dos pais)
- Uva (da nossa quinta)
- Tomate cereja (da nossa quinta)
- Pepino (da nossa quinta)
- Kiwi

Alguém é servido?

Bolo Colchão de Noiva de Chocolate e Simples com Creme


Ingredientes:

Para o bolo de chocolate
- 6 ovos
- 250 g de açúcar
- 100 g de fécula de batata
- 1 c. (de sopa) de farinha
- 1 c. (de sopa) de chocolate em pó
- 1 c. (de sopa) de cacau em pó
- 1 c. (de chá) de fermento
- sumo de ½ limão



Para o bolo simples
- 6 ovos
- 250 g de açúcar
- 100 g de fécula de batata
- 1 c. (de sopa) de farinha
- 1 c. (de chá) de fermento
- sumo de ½ limão




Para o creme
- 6 gemas
- 7,5 dl de leite
- 60 g de farinha custard
- 165 g de açúcar
- 1 limão (casca)
- 1 pau de canela




Preparação:

Para o bolo de chocolateLigue o forno a 180º C. Bata as claras em castelo. Depois, sem bater, misture o açúcar, a farinha, o chocolate em pó e o cacau. Mexa bem e junte as gemas, o fermento, a fécula e o sumo de limão. Verta o preparado para um tabuleiro previamente forrado com papel vegetal anti-aderente e leve ao forno cerca de 30 minutos. Retire, desenforme morno e reserve.




Para o bolo simples
Ligue o forno a 180º C. Bata as claras em castelo. Depois, sem bater, misture o açúcar e a farinha. Mexa bem e junte as gemas, o fermento, a fécula e o sumo de limão. Verta o preparado para um tabuleiro previamente forrado com papel vegetal anti-aderente e leve ao forno cerca de 30 minutos. Retire, desenforme morno e reserve.





Para o creme
Prepare agora o creme para o recheio e cobertura. Leve o leite ao lume, juntamente com a casca de limão e o pau de canela, até ferver. Numa tijela misture o açúcar com as gemas e bata bem. Junte depois a farinha custard e mexa bem. Adicione o leite coado e em fio, mexendo sempre. Leve esta misture ao lume até engrossar. Retire e deixe arrefecer um pouco, mexendo ocasionalmente.




Montagem do boloNum prato de servir, coloque a o bolo de chocolate reservado e barre generosamente com o creme. Cubra com o bolo reservado. Barre o bolo todo com o restante creme e decore a gosto.





Notas:


- Vamos lá agora à longa história deste simpático bolo de aniversário!

- Eram 22 h quando me preparei para começar e reparei que no meu livro de receitas ainda não constava a receita do meu bolo de aniversário. Estava no computador, lá fui fazer uma impressão. Tinha pensado variar um bocadinho a receita retirar a massa folhada e fazer um bolo simples e experimentar fazer um de chocolate.

- Começei pelo bolo de chocolate porque foi o bolo que pensei colocar no fundo, porque a cobertura fica mais bonita num bolo mais claro.

- Quando o retirei do forno e o fui desenformar, reparei que numa das pontas quase não existia massa! Mas o que é que teria acontecido...

- Entretanto já tinha preparado a massa do bolo simples, lavei o mesmo tabuleiro, forrei-o novamente com o papel vegetal anti-aderente e massa para o forno, passados alguns minutos, olhei para o forno e o meu espanto, o tabuleiro de alumínio com o calor levanta uma ponta o que fez com que o bolo ficasse novamente sem massa numa das pontas! BOA!!!

- O que é estranho, é que já usei este tabuleiro outras vezes, mesmo no meu aniversário e correu tudo bem...

- Disse ao meu marido: - "Correu mal a cozedura dos bolos!" e ele: - "Não faz mal, amanhã vou comprar um!" e eu: - "Logo se vê, vou tentar fazer qualquer coisa com aquilo..."

- Desenformei o novo bolo, preparei o creme e enquanto arrefecia, olhei para os dois bolos... Começei por ver que quantidade de bolo conseguia aproveitar, depois tirei as medidas a olho e cortei o tabuleiro de papel a toda a volta e dobrei a toalhinha de papel, fazendo uma sobreposição ao meio...

- Bolo de chocolate em cima do tabuleiro, barrei com creme e coloquei o bolo simples por cima, previamente aparado à medida do bolo de chocolate, mais coisa menos coisa, é claro! Barrei o bolo todo por cima e depois as laterais... mas...

- Ainda tinha um quadrado aproveitável de ambos os bolos... aparei... barrei com creme e temos um monte...

- Agora faltava escrever a dedicatória... a uma parte do creme juntei uma colher de sopa de cacau em pó, que é melhor em relação ao chocolate, porque fica ligeiramente mais escuro... coloquei na seringa e desenhei as letras que previamente tinha desenhado com um pau de madeira para espetadas, assim não corria o risco de correr muito mal... E acho que até me saí bem!

- Nas laterais, durante a tarde já tinha pensado usar palmiers, que cortei ao meio com uma faca de serrilha, para não se desmancharem. Colei ao bolo com a ajuda do creme.

- Faltava apenas dar um colorido... agarrei na minha caixinha de enfeites de bolo e encontrei os anões da branca de neve do bolo do último aniversário da minha filhota... olhei para todos e pensei, é isso mesmo, o Pedro quando fôr velhinho e de barbas brancas vai andar aqui na quinta de carro de mão a apanhar joaninhas!!!

- Era 1 h da madrugada, quando eu deixei a cozinha toda arrumada para poder preparar o almoço de aniversário do meu Pedrinho! Acho que valeu a pena a minha tentativa de aproveitar ambos os bolos... Mas não era para ser assim...Fiz o que consegui...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...