Semifrio de Pêssego



Ingredientes:
- 2 ovos
- 260 g de açúcar
- 5 c. (de sopa) de óleo
- ½ limão (raspa)
- 100 g de farinha com fermento
- 6 folhas de gelatina incolor
- 4 dl de natas
- 500 g de pêssego em calda
- manteiga, farinha e canela em pó q.b.




Preparação:
Unte com manteiga uma forma redonda e polvilhe-a com farinha. Ligue o forno a 180º C. Separe as claras e bata-as em castelo. Bata muito bem as gemas com 100 g do açúcar, até obter um creme esbranquiçado. Adicione o óleo, a raspa, a farinha peneirada e, por fim, as claras em castelo. Verta na forma e leve a cozer, a meio do forno, durante 20 minutos. Deixe arrefecer. Demolhe a gelatina em água fria. Bata as natas firmemente, adicione-lhes o açúcar restante e bata mais um pouco. Reduza 400 g de pêssego a puré com a varinha mágica. Escorra bem a gelatina e leve-a a lume brando, juntamente com metade do puré de pêssego, mexendo até dissolver. Retire do lume e junte ao restante puré de pêssego. Incorpore as natas batidas. Coloque um aro sobre o prato de servir e, no fundo deste, coloque o bolo, cortando-o à medida do aro. Corte o restante pêssego aos pedacinhos e espalhe sobre o bolo. Verta depois o preparado de pêssego e natas. Leve ao frigorífico para solidificar. Desenforme, polvilhe com canela em pó e decore a gosto.




Notas:
- Esta receita foi adaptada do suplemento n.º 44 - O melhor da Cozinha Portuguesa, da revista Tv 7 Dias.

- A receita mereceu apenas uns ajustes que eu achei serem necessários, uma vez que a minha mãe já a tinha feito. Ela substituiu o bolo por fatias de torta de compra, o que simplifica em muito o processo, mas reparou que com apenas 2 dl de natas tinha obtido uma camada muito baixa de creme e optou por duplicar a receita. Eu como já sabia desse pormenor fiz logo a dobrar.

- Mas desta vez eu decidi fazer a receita completa com o bolo e tudo. Devo confessar que quando retirei o bolo do forno, aquilo me parecia uma autêntica bolacha, mas na altura de servir, até se revelou bastante satisfatória a altura de bolo.

- Também acrescentei os tais pedacinhos de pêssego antes de colocar o creme de pêssego, o que revela uma textura diferente e dá uma certa frescura ao semifrio.

- Para a decoração, utilizei um bocadinho de chocolate derretido, fatias de pêssego e um morango.

- E em vez de polvilhar com chocolate em pó, optei pela canela, a minha mãe também já o tinha feito e gostei muito.



Espero que gostem... fresquinho é uma verdadeira delícia!



Vai um pedacinho?

9 comentários:

  1. Que maravilha nos trazes, deve ser maravilhoso! Eu tambem dobrava a receita como tu, gosto deles altinhos!

    ResponderEliminar
  2. nem deves perguntar nada.........adorei
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. que lindo e imagino a delicia, vi uma receita parecida numa teleculinária ando tentada a faze-la mas a perguiça de fazer 1º o bolo....mas a sugestão da torta de comprar é mto interessante.

    ResponderEliminar
  4. Ficou lindo... e deve ser uma delícia!!!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...